BrasilNotícias

15 de julho, quinta-feira

Bom dia! Aqui estão os principais assuntos para você começar o dia bem-informado. Os deputados aprovaram o projeto sobre abuso de autoridade, e texto que prevê prisão para investigadores e juízes vai à sanção de Bolsonaro. Relator na Câmara altera a proposta do governo sobre porte e posse de armas. Ministro sinaliza a reitores que pode desbloquear verba das federais a partir de setembro, diz associação. Festa do Peão começa em Barretos com mistura de sertanejo e pagode. E na estreia do novo filme de Tarantino, o G1 analisa todas as 140 mortes em todos os filmes do diretor.
Abuso de autoridade
Deputados reunidos no plenário da Câmara durante a sessão desta quarta-feira (14)
Pablo Valadares / Câmara dos Deputados
A Câmara dos Deputados aprovou na noite de ontem o projeto que define em quais as situações será configurado o crime de abuso de autoridade, que prevê prisão para investigadores e juízes. A conclusão da votação se deu horas depois de o plenário ter decidido dar caráter de urgência à proposta. Como a proposta já foi aprovada pelo Senado, seguirá para sanção do presidente Jair Bolsonaro.
Porte e posse de armas
Imagem ilustrativa para armas e munições
Roberto Vazquez / Futura Press / Estadão Conteúdo
O deputado Alexandre Leite (DEM-SP) divulgou o parecer sobre o projeto que trata do porte e da posse de armas. Ele sugeriu mudanças em relação ao texto enviado pelo governo federal, entre as quais:
retirada do trecho que previa concessão do porte a categorias profissionais por regulamento (sem mudança na lei);
inclusão das regras para caçadores, atiradores e colecionadores que constava de um projeto do Senado.
O direito ao porte é a autorização para transportar a arma fora de casa. É diferente da posse, que só permite manter a arma dentro de casa.
Verba das federais
Reitores e parlamentares se reuniram com o ministro da Educação, Abraham Weintraub
Andifes / Divulgação
Reitores que se reuniram com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmaram que ele sinalizou com a possibilidade de que o bloqueio bilionário no orçamento das universidades e institutos federais comece a ser revertido a partir de setembro. A informação foi divulgada na tarde de ontem pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).
Segundo a Andifes, Weintraub citou dois motivos que podem permitir a mudança na política orçamentária: a expectativa de aumento da arrecadação de tributos em agosto, e o recebimento de dividendos pelo governo federal.
Procurado pelo G1, o Ministério da Educação (MEC) não confirmou data para descontingenciamento, mas disse que “vem articulando com o Ministério da Economia a possibilidade de ampliação dos limites de empenho e movimentação financeira”.
Política Nacional de Alfabetização
O MEC deve lançar hoje uma cartilha com orientações para prefeitos e governadores sobre a implementação da Política Nacional de Alfabetização (PNA). As novas orientações foram publicadas em 11 de abril, na cerimônia de 100 dias do governo Bolsonaro – a medida estava na lista de 35 prioridades para o período. Mas, passados quatro meses, elas ainda não foram implementadas em nenhum colégio.
Futuro professores
Professor em sala de aula
Pixabay / Reprodução
61% dos futuros professores estudam a distância, aponta estudo. Em 2017, quase dois terços dos novos universitários nos cursos de formação de professores, que inclui os cursos de pedagogia e das outras licenciaturas, se matricularam na modalidade EAD. O relatório mostra ainda que o curso a distância tem qualidade inferior aos cursos presenciais.
“Grande parte dos nossos futuros professores que vão estar em sala de aula estarão sendo formados a distância”, afirmou Ivan Gontijo coordenador de projetos do Todos pela Educação.
Mercado de trabalho

Divulgação
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) detalha hoje os números do mercado de trabalho no 2º trimestre. No trimestre encerrado em junho, a taxa de desemprego no Brasil caiu para 12%, atingindo 12,8 milhões de pessoas.
PIS-Pasep

Marcos Santos / USP Imagens
Começa a ser pago nesta quinta-feira o abono salarial PIS do calendário 2019-2020, ano-base 2018. Os pagamentos começam a ser feitos pela Caixa Econômica Federal para os trabalhadores da iniciativa privada nascidos em agosto. No caso do Pasep, que é pago para servidores públicos por meio do Banco do Brasil, o pagamento começa para quem tem final da inscrição 1.
Podcast G1: entenda o abono salarial e o fundo PIS Pasep
Imposto de Renda

Editoria de Arte / G1
A Receita Federal paga hoje as restituições do terceiro lote do Imposto de Renda de Pessoas Físicas (IRPF) de 2019, além de lotes residuais de anos anteriores. De acordo com o Fisco, serão pagos R$ 3,8 bilhões a 2,978.614 contribuintes.
Clique aqui para consultar se você está no lote de restituição
Outro menor colombiano preso
Grupo de colombianos preso em Copacabana.
Polícia Militar / Divulgação
Foi identificado mais um adolescente no grupo de oito colombianos preso no início de julho deste ano em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Assim como o conterrâneo, o menor também está numa unidade prisional destinada a adultos por erro no registro da data de nascimento. Menor está há mais de 40 dias numa cadeia com maiores de idade. A mãe do adolescente pede que direitos do filho sejam respeitados.
Festão do Peão

Editoria de Arte / G1
De bota e chapéu, os fãs de sertanejo vão precisar ter suingue no pé para curtir a primeira noite de shows da 64ª edição da Festa do Peão de Barretos (SP). A expectativa é pela estreia do pagode melódico do cantor Ferrugem na arena do rodeio. Em seguida, é a vez do sertanejo Gustavo Mioto subir ao palco, seguido pela dupla Diego & Victor Hugo.
Antes da abertura musical, peões participarão da competição interestadual de rodeio e disputarão vagas para o torneio “The American Run”, que acontece nos EUA. O G1 explica em vídeo as diferentes modalidades do rodeio.
Confira a programação de shows e veja como comprar ingressos
‘As mortes’ de Tarantino
Assista ao trailer de ‘Era uma Vez em…Hollywood’
“Era uma vez em Hollywood”, que estreia hoje, tem Tarantino menos “matador”. G1 analisou 140 mortes em 10 filmes do cineasta.
‘Eu Sou Brasileiro’
Daniel Rocha e Fernanda Vasconcellos em cena de ‘Eu Sou Brasileiro’
Divulgação
A máxima já desgastada do “Eu sou brasileiro…” é grito de torcida. E, agora, nome de filme com o futebol entre os temas. Fernanda Vasconcellos lança “Eu Sou Brasileiro”, filme sobre jogador que bate cabeça na trave. Produzido por Letícia Spiller, filme estreia nesta quinta nos cinemas, com Daniel Rocha e ex-jogador Cafu no elenco. “Idealização acaba gerando frustrações”, diz atriz ao G1.
Steven Levitsky na Bienal do Livro
Steven Levitsky
Divulgação
Um dos principais convidados da Bienal do Livro no Rio deste ano, Steven Levitsky está bem ciente do clima que dividiu o Brasil em polos opostos da política. Desde que o professor de Ciências Políticas da Universidade de Harvard lançou o livro “Como as democracias morrem”, em parceria com seu colega de instituição Daniel Zaiblatt, Levitsky se tornou sucesso editorial e referência no assunto. Na Bienal, ele vai falar sobre regimes autoritários e ameaças a regimes democráticos.
“A polarização é saudável até certo ponto, mas no Brasil atingiu níveis extremos”, diz Steven Levitsky.
Curtas e Rápidas:
Blog da Mariza Tavares: A hora de cortar o cordão umbilical financeiro dos filhos
Blog do Altieres Rohr: Android precisa de antivírus? Vale a pena?
Previsão do tempo
Onda de frio intenso continua no Sul e no Sudeste nos próximos dias
Hoje é dia de…
Dia Nacional das Santas Casas de Misericórdia
Inclusão no Calendário Turístico Nacional a “Caminhada com Maria”
Dia Nacional da Imigração Chinesa

Show More

Artigos Relacionados