BrasilNotícias

Ações de combate ao Aedes aegypti serão intensificadas em Campos, no RJ

Critério para início das ações foi o resultado do segundo LIRAa de 2019, que teve índice de 4.4%, sendo considerado de alto risco. Casos de chikungunya na cidade ultrapassaram 2,6 mil no primeiro quadrimestre de 2019
Divulgação/Prefeitura de Campos
A Prefeitura de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, dará início nesta sexta-feira (17) aos mutirões de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da chikungunya, dengue e zika. Casos de chikungunya na cidade ultrapassaram 2,6 mil no primeiro quadrimestre de 2019.
Os trabalhos serão realizados nas sextas-feiras, a partir das 8h, por agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Superintendência de Limpeza Pública (Sulimp), Superintendência de Postura e Secretaria de Desenvolvimento Ambiental.
Segundo a Prefeitura, o primeiro mutirão será em Travessão, KM 13, KM 15 e Jardim Aeroporto, com expectativa de visitar mais de 12,3 mil imóveis.
O diretor do CCZ, Marcelo Sales, ressaltou que o critério para início das ações foi o resultado do segundo Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de 2019, que teve índice de 4.4%, sendo considerado de alto risco.
“Vale ressaltar que o CCZ mantém durante o ano todo o trabalho de visitas regulares. A maior parte dos focos do Aedes foi encontrada em residências habitadas, sendo 45% em vasos de plantas, 16,4% em ralos sem uso frequente, lajes e calhas, só ai já totalizando 61,4%, o que caracteriza que o perigo está dentro das nossas casas e portanto precisamos nos dedicarmos mais nas medidas preventivas”, frisou Marcelo.
Ainda segundo o diretor do CCZ, independente do LIRAa, já estava programado um grande mutirão para esta sexta no distrito de Travessão, área que concentra hoje o maior número de casos de chikungunya na cidade.
Nessa quarta (15), representantes da Secretaria de Educação e CCZ se reuniram para definir detalhes da campanha “Campos contra o Aedes aegypti”, que mobilizará escolas rede municipal no combate aos focos do mosquito. A princípio, participarão 15 unidades de diferentes áreas do município.
Veja outras notícias da região no G1 Norte Fluminense.
Show More

Artigos Relacionados