BrasilNotícias

GDF quer construir Museu da Bíblia com projeto de Oscar Niemeyer

Obra depende da aprovação do Iphan para ser executada. Parlamentares afirmam que já contam com R$ 35 milhões em recursos de emendas para construção. Oscar Niemeyer desenhou o “Templo da Bíblia – Memorial da Bíblia” em 1987
Divulgação/Governo de Brasília
O governador Ibaneis Rocha (MDB) assinou, nesta quarta-feira (9), um termo de compromisso para aplicar recursos de emendas parlamentares na construção do Museu da Bíblia, que tem projeto elaborado pelo arquiteto Oscar Niemeyer.
A proposta prevê que o museu seja erguido no Eixo Monumental, em lote de 15 mil metros quadrados próximo à Estrada Parque Indústrias de Abastecimento (Epia), entre o Cruzeiro e o Setor Militar Urbano (SMU).
A obra, no entanto, ainda precisa de autorização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) para sair do papel.
Isso porque a área prevista para a construção do museu está inserida em região inscrita no Livro de Tombo Histórico pelo Iphan, e não pode sair do papel sem estudos de impacto e avaliação da alteração do conjunto urbanístico-arquitetônico.
O arquiteto Oscar Niemeyer projetou a parte interna e externa do Memorial da Bíblia em 1987
Divulgação/Governo de Brasília
Bancada evangélica
A construção é uma reivindicação da Frente Parlamentar Evangélica da Câmara dos Deputados. O principal impasse para a implementação do projeto era a falta de recursos.
Os parlamentares então se comprometeram a custear a obra. De acordo com o deputado federal Silas Câmara (PRB-AM), o grupo já conta com R$ 35 milhões em emendas previstas para o ano que vem.
Espaço onde GDF quer construir Museu da Bíblia
Divulgação
Para o deputado, não se trata de prestigiar apenas a comunidade evangélica. “Essa não é uma obra edificada para os evangélicos, mas sim aos cristãos”, argumentou.
A frente parlamentar espera que a construção custe entre R$ 40 milhões a R$ 60 milhões. Contudo, o orçamento oficial só será elaborado após a autorização do Iphan.
Termo de compromisso
Durante a cerimônia de assinatura do acordo, Ibaneis afirmou que o monumento deve ser “a maior obra de Brasília” e que gostaria de concluir o museu “no menor prazo possível”, até o final do mandato, em 2022.
Para o governador, a obra não privilegia nenhum grupo em específico.
“Ideologia, cada um tem a sua. Time de futebol, cada um tem o seu,e religião também. Por isso, nós temos a obrigação de respeitar as pessoas”, afirmou.
De acordo com o governo do Distrito Federal, o acompanhamento do projeto será de responsabilidade da Secretaria de Cultura. Já a execução, se aprovada, ainda deve passar por uma licitação. A previsão é de que a manutenção do local seja atribuída a uma Parceria Público Privada (PPP).
Ibaneis Rocha assina termo de compromisso na aplicação de recursos para o museu da bíblia
Renato Alves/Agência Brasília
Histórico
De acordo com o GDF, a cessão do lote que pode vir a abrigar o museu já está prevista na lei distrital 900, de 1995. O projeto para o monumento foi elaborado por Oscar Niemeyer em 1987 e chamado de Templo da Bíblia – Memorial à Bíblia.
Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.
Show More

Artigos Relacionados