BrasilNotícias

Irmandade da Santa Casa começa a gerenciar a UPH da zona leste em Sorocaba

Contrato com o Banco de Olhos de Sorocaba (BOS), que havia sido prorrogado por duas vezes, terminou na terça-feira (14). Prefeitura irá diminuir o valor do repasse à unidade. Irmandade da Santa Casa de Sorocaba assume gestão da UPH da zona leste de Sorocaba
A Irmandade da Santa Casa passa a administrar oficialmente a Unidade Pré-Hospitalar (UPH) da zona leste, que fica na Avenida Nogueira Padilha, em Sorocaba (SP), nesta quarta-feira (15). O contrato com o Banco de Olhos de Sorocaba (BOS), que havia sido prorrogado por duas vezes, terminou na terça-feira (14).
Apesar da alteração na administração, não houve mudanças no quadro de funcionários nem no atendimento médico à população na unidade, que funciona 24 horas por dia e tem média de 15 mil atendimento por mês. Apenas o atendimento oftalmológico será realizado a partir de agora na sede do BOS.
Por enquanto, duas mudanças ocorrerão no dia a dia da UPH: a primeira é o almoço, que será oferecido para os pacientes que estiverem internados. Antes, a comida tinha que ser adquirida pelos familiares dos pacientes em estabelecimentos comerciais próximos.
A segunda mudança é o equipamento de ultrassom, que será utilizado para otimizar casos que necessitem de internação hospitalar. Mas serão, no máximo, 200 atendimentos por mês. O serviço do ultrassom é apenas para moradores da região da zona leste e centro que estiverem internados na UPH da Zona Leste.
UPH Zona Leste Sorocaba
Google Street View/Reprodução
Diminuição no valor do repasse
Desde a inauguração da UPH da zona leste, em 28 de agosto de 2013, a administração era do BOS, que contava com um repasse da Prefeitura de Sorocaba de R$ 2,6 milhões por mês. Agora, os repasses serão de R$ 2,34 milhões mensais, cerca de R$ 250 mil a menos por mês. O que irá gerar uma economia de mais de R$ 3 milhões por ano, segundo os cálculos da prefeitura.
De acordo com a administração municipal, a diminuição do valor repassado tem dois motivos: o primeiro é que os procedimentos de catarata serão realizados na sede do BOS e o outro é que a prefeitura não terá que pagar o aluguel do prédio e dos equipamentos que pagava antes. Isso porquê a locação vai ser nos moldes de comodato (empréstimo gratuito) pelos próximos 24 meses.
Mas essa situação terá ainda que ser aprovada pela Câmara, em discussão prevista para esta quinta-feira (16). Um acordo entre a prefeitura e o BOS, que será acertado assim que a Câmara aprovar a forma que a prefeitura vai pagar uma dívida de mais de R$ 14 milhões que tem com o BOS. A ideia do Executivo é parcelar em 28 vezes.
Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí
Show More

Artigos Relacionados